Evangelizar é preciso!

0
209

 

Começamos mais um mês: junho. Um tempo dos santos juninos (Antônio, João e Pedro) três homens que deram a vida pela causa do Reino, sem medir esforços, somente por amor a Cristo enfrentaram as ciladas do mundo, mas levaram a Palavra de Deus a todos com entusiasmo e ousadia.

Neles e em todos os santos, podemos encontrar nossa vida refletida em seus anseios, tristezas, alegrias, derrotas…, e acima de tudo, a convicção em Jesus Cristo como Senhor de nossa vida e a nossa missão de evangelizadores.

Buscar a santidade é um caminho natural na vida daqueles que vivem a Palavra de Deus no seu dia-a-dia, mesmo com todas as artimanhas que o mundo nos prega, ser capaz de respirar Jesus e seus ensinamentos. A sociedade que vivemos e fazemos parte dela, pois atuamos e somos cidadãos, quer convencer que seguir Jesus é para pessoas “anormais”. Eu digo com toda certeza, seguir Jesus é para pessoas normais, que conseguem entender o quão este Deus é transformador.

Vamos aproveitar, então, este último mês deste primeiro semestre de 2017 e refletir o que temos feito em nossas vidas para edificar, transformá-las em algo melhor, e as das pessoas com as quais convivemos. E se ainda temos algo para ir lapidar e por fim, concluir. Viver é tudo de bom, é uma batalha constante, mas com Deus e em comunidade, tudo se torna mais agradável, mesmo diante dos tombos. Deus é maior.

Comunidade? Sim, ela não é uma estrutura, uma concentração ou espaço geográfico. A comunidade, é um ambiente de fé onde se faz efetiva e real a salvação de Jesus. Ela consiste em vivermos unidos pelo vínculo do amor e por um objetivo comum: viver o Evangelho. Não está composta de santos e perfeitos, mas de pessoas que estão decididas a seguir em frente em seu processo de conversão.

A comunidade constituída de pessoas evangelizadoras, mostra ao mundo que existe uma melhor maneira de viver, não baseada nos critérios consumistas, capitalista ou de prestígio e de poder que regem nossa sociedade, mas num estilo de vida baseado nos valores do Evangelho. Isto é obra do Espírito Santo.

            Veja o exemplo de São João Batista, um profeta amigo da verdade e cheio de coragem. Em sua missão levanta o dedo e indica a passagem do mestre Jesus. Sem medo, denuncia as injustiças, o preconceito, acolhe as pessoas sofridas, discriminadas, exploradas por um sistema econômico e político injusto para o povo.

Devemos, então, despertar o João Batista que cochila em nós e, apontarmos, pelo menos, um dedo para indicar ao irmão (ã) o caminho da vida e apontar o Filho de Deus. O seu dedo pode ser tão firme e tão sadio quanto o de João Batista. Pode ser inclusive, mais bonito que o dele.

Venha viver em comunidade. Olhe como nossa paróquia está crescendo, está ficando cada vez mais madura na fé, isto significa, que nosso compromisso de cristão não para por aí, ele é para sempre! Agora, do que você tem dúvidas? Porque não assumir esta COMUNIDADE, DAR A VIDA, CONSTRUIR, PARTILHAR, VIBRAR, SORRIR, SOFRER, AMAR… POR ELA? Lembre-se: fora da comunidade não podemos crescer e perseverar na vida do Espírito.

Pare de fazer-se de difícil, seda aos encantos de Deus, assuma sua missão, partilhe os seus dons e carismas, não vegete, pois fomos criados para vida e servir uns aos outros. Olhe que o tempo passa! Não espere o amanhã para fazer o bem e viver com Cristo, pois este amanhã poderá não vir para você.

Deus Pai em seu plano maravilhoso quer transformar-nos em Jesus. Não se trata de que cada um de nós sejamos o outro Cristo, mas, sim, de que todos, unidos pelo Espírito Santo, manifestemos de forma visível o corpo de Cristo.

“Pois assim como em nosso corpo temos muitos membros, e cada um dos nossos membros tem diferente função, assim nós, embora sejamos muitos, formamos um só corpo em Cristo, e cada um de nós somos membros uns dos outros” (Rm 12, 4-5).

Que o Cristo nosso de cada dia nos ajude a sermos uma Paróquia evangelizadora, comprometida, de cristãos conscientes de sua missão.

 

 

Com as bênçãos generosas de Deus, Padre Marcelo Ap. Jolli

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui