Ministério de Leitor

Liturgia é uma ação Sagrada através da qual, na Igreja e pela Igreja, se exerce e se prolonga a obra sacerdotal de Cristo, que tem como objetivo a santificação dos homens e a glorificação de Deus.

As liturgias bem celebradas inserem as pessoas através da ação simbólico-ritual na vivência do Mistério Pascal de Cristo. A Pastoral Litúrgica organiza-se tendo como referência os momentos fortes do Ano Litúrgico, festas dos padroeiros, acontecimentos importantes da história da comunidade, celebração dos sacramentos, privilegiando o domingo como dia da Ressurreição, da Palavra, da Eucaristia e da comunidade.

É tarefa da Pastoral Litúrgica organizar com competência e criatividade toda a ação litúrgica que acontece na comunidade, preparando pessoas, dividindo tarefas e criando aquele clima que ajude a vivenciar as sublimes realidades que devem nos conduzir a uma forte experiência de Deus e a nos engajar na transformação do mundo.

São três as principais funções da Equipe de Liturgia à luz da Sacrosanctum Concilium:

1) Preocupar-se com a preparação e a execução daquelas funções especiais para o bom andamento da ação litúrgica: o acolhimento, as leituras, os cantos, as preces do fiéis, o serviço do altar, etc. Isto vale não só para as missas, mas para todas as celebrações litúrgicas: batismo, casamento, celebração da Palavra, ofício divino, etc.

2) Assumir aquela preocupação central na renovação litúrgica conciliar, que é a participação de todo o povo na liturgia.

3) Ela é chamada a assumir, com o padre, tudo o que diz respeito à vida litúrgica da paróquia ou comunidade: organização, formação, planejamento, animação.

Como na comunidade existem várias funções, assim na liturgia devem existir pessoas que assumam as diversas responsabilidades: presidente da celebração, ministros leitores, músicos e salmistas, ministros acólitos, ministros da Sagrada Comunhão, decoradores de ambiente, comentaristas etc. Naturalmente, entre eles, deve haver alguém que organize e coordene, realizando o chamado tripé da Pastoral Litúrgica: organização, formação e preparação.

  • ORGANIZAÇÃO: articular toda a liturgia da comunidade distribuindo as responsabilidades as equipes.
  • FORMAÇÃO: se não houver formação litúrgica das equipes e da própria comunidade, teremos uma comunidade que celebra sem vida.
  • PREPARAÇÃO: a improvisação torna as celebrações chatas e pouco participativas. Uma liturgia bem organizada, sem improvisações, é resultado de uma equipe que pensa, organiza, prepara e põe vida e arte em sua realização.