Legião de Maria

O que é Legião?

É uma associação de leigos católicos sob a proteção de Nossa Senhora e com aprovação da Igreja, que pela oração e pelo trabalho ativo apostólico, promove a santificação de seus legionários. A Legião tem apenas em vista o bem espiritual e, portanto, não dá auxílio material.

Onde foi fundada?

Na Irlanda em 1921 e se espalhou pelo mundo inteiro, chegando ao Brasil em 1951. O primeiro grupo foi formado no Rio de Janeiro, na Igreja Nossa Senhora de Fátima, na Rua do Riachuelo. Está em todo o Brasil, nos mais longínquos lugares, numa expansão continuada. Há legionários que vão à Amazônia para fundar o Praesidium e voltam lá para mantê-los unidos e com trabalhos corajosos.

O que diz o Manual sobre a Legião?

Na página 12 a reflexão é essa: “O espírito da Legião é o próprio espírito de Maria, especialmente imitar profundamente a humildade de Maria, sua perfeita obediência, sua oração constante, sua paciência heroica, sua sabedoria celeste, seu amor corajoso e sacrificado a Deus e acima de tudo, sua fé”.

Nota-se que algumas pessoas se surpreendem com a disciplina rígida da Legião, espantam-se porque não conhecem de quem os legionários estão seguindo o exemplo. Mas quando tomam conhecimento, aos poucos, passam a compreender o desejo de imitar Nossa Senhora.

Portanto, a finalidade da Legião de Maria é um convite à comunhão, pois o ser humano torna-se um solidário devido às suas fraquezas, que o dividem e o isolam. Só o amor pode vencer e selar a unidade.

A Legião convida a inserção numa comunidade como um ingresso a um exército. Assim diz a Catena:

“Quem é esta que avança, como a aurora, formosa como a lua, brilhante como o sol, terrível com um exército em ordem de batalha.”

O modelo está no exército dos imperadores romanos, o melhor de todos os tempos, que era submisso às autoridades militares, com disciplina, presteza e obediência. Os legionários são fortes, não porque pertencem a um exército comum, mas por serem inseridos a uma comunidade de fé, sob a proteção de Maria.