OS DESAFIOS DA COMUNICAÇÃO: A IGREJA E VOCÊ NA ERA DIGITAL

0
850

 

Vivemos em um momento de grandes transformações. Os costumes a as rotinas pessoais sofreram inúmeras modificações. Novas atitudes preenchem o dia-a-dia e novos conceitos estão presentes e ligados como padrões normais em uma vida corriqueira e repleta de informações. A Internet mudou repentinamente a vida das pessoas. Novas termos entraram para nosso vocabulário; de modo simples ao mais complexo, todos nós fomos e somos atingidos pela ERA DIGITAL. As ações e costumes foram modificados, para não dizer revolucionados. Podemos classificar a era digital como uma revolução da comunicação e uma grande transformação na informação. Trata-se de um novo ciclo na rotina e na cultura popular de todos. O mundo virtual é muito ágil. Rapidez e agilidade combinadas ao dinamismo e a conveniência tornam a Internet o meio de comunicação mais eficiente da atualidade. A era digital difundiu uma nova forma de comunicar-se, de levar conhecimento a inúmeros pontos antes nunca mensurados ou conhecidos. A internet é uma realidade que atualmente faz parte da vida cotidiana. Se até algum tempo atrás, a Rede era ligada a uma imagem de algo frio, técnico, que exigia competências especificas, hoje é um lugar a ser frequentado para manter-se em contato com os amigos distantes que temos, para ler notícias, para comprar um livro ou marcar uma viagem, para compartilhar interesses e ideais.

A Igreja é chamada a estar onde os homens estão. Hoje, os homens estão na rede, portanto, a Igreja do terceiro milênio, deve estar também na rede. Segundo Papa Francisco, em sua mensagem para o Dia Mundial das Comunicações, a comunicação é fator primordial para o ser humano se sentir mais próximo um do outro. Ele partilha dessa mesma linha de pensamento, de que a internet pode ser um lugar rico em humanidade, pois a rede não é constituída por fios, cabos, aparelhos, mas por pessoas humanas. Assim, podemos pensar na rede, como um espaço humano, onde a Palavra pode chegar, mostrar aos homens de nosso tempo que Deus está próximo e que, em Cristo, todos são parte uns dos outros. A evangelização digital é uma forma de despertar o interesse para um contato físico e real com Deus. Porém, esse tipo de ação por si só, não substitui a Igreja física e os sacramentos.

                                                                                             Silmara Rizzo – Pastoral Litúrgica

Deixe uma resposta