Nada caracteriza melhor a vida moderna do que o lamento, “Se eu tivesse tempo…”

0
410

              Amados, esta é a frase mais comum do dia a dia das pessoas. Aqueles que reclamam de falta de tempo geralmente não tem métodos, planejamento, organização e nem mesmo coordenação em sua vida e, somente comprovam que o dilema do tempo é não saber o que fazer com ele.

Você já ouviu a expressão americana “workaholic”? Ela serve para denotar uma pessoa viciada em trabalho. Essas pessoas sempre existiram, mesmo frente à crise do país, este vício vem sendo acentuado pela competição, pela obsessão pelo dinheiro, pela vaidade, pela sobrevivência ou ainda pela necessidade de provar algo a alguém ou a si mesmo. Quer um exemplo? Provavelmente você conhece aquela pessoa que trabalha mais que onze horas; almoça trabalhando; não tira férias de vinte dias há mais de três anos; acha que trabalha mais que os outros; um eterno insatisfeito e por fim, avalia as pessoas pelo aspecto profissional e, depois, pelo pessoal. Bem, estas são algumas características do “workaholic”.

            Se você se encaixa nesse perfil, provavelmente precisa organizar melhor o seu tempo, sua vida. Não tenho a pretensão de fazer isso por você, mas que começo pela máxima dada a nós por Deus: “Este é o dia que o Senhor fez para nós; alegremo-nos e nele exultemos” (Salmo 118, 24). Quem administra o seu tempo, geralmente não vive numa corrida desenfreada contra ele e geralmente, produz muito mais. Sendo assim, quero dar-lhe algumas razões para administrar o seu tempo e ser uma pessoa mais feliz e voltada para Deus.

Tempo é vida, é bem precioso. Quem o administra, aumenta sua produtividade e reduz o stress. Às vezes algumas pessoas pensam que o mau uso do tempo é ficar sem fazer nada e nomeia esse “nada” como lazer, ler livros, viajar, estar com a família, passear com os filhos ou sair com amigos. Se você julga essas coisas como importante, fique tranquilo, pois seu tempo estará sendo muito bem usado.

Você pode não dar muita importância, mas organizar o seu tempo é de suma importância para a vida que Deus nos deu. Esta dádiva é muito rápida e não espera, não que devemos vivê-la num desespero frenético, mas com a suavidade que se espera a cada instante, sem medo de ser feliz, mas as horas voam e quanto menos esperamos, já é DEZEMBRO E NOS RESTAM APENAS 31 DIAS DO ANO DE 2016. E aí, o que você fez nestes 365 dias e 8760 horas? Nossa, o tempo passou! Será que o tempo passou ou você não administrou a sua vida até aqui? Pense nisto.

Cuidado com a correria que nos impulsiona ao consumismo e ao stress de fim de ano, utilize este mês para planejar um novo tempo que está despontando, 2017. Que ele seja cheio de realizações, projetos e planejamentos. Que você possa dedicar-se mais a Deus e a sua família, porque o resto, é apenas um detalhe que fará a diferença, mas não o eixo essencial de sua vida. Cuidado para não se perder ou viver uma competição enlouquecedora nestes 365 dias vindouros.

Acima de tudo, Deus nos ama, Ele é Amor Eterno, diante disso só devemos, mesmo, construir o seu Reino. Muito obrigado a você que GANHOU O SEU TEMPO abrindo sua casa à Pastoral da Visitação; que estendeu sua Mão à Pastoral da Caridade; deu apoio à Pastoral da Criança; frequentou com alegria a Igreja e os Sacramentos. A você que contribuiu com a Comunidade segundo as suas possibilidades; esteve participando na Catequese e na Liturgia; que fez do Dízimo um compromisso profético e libertador; que viveu intensamente os momentos fortes de espiritualidades; que colaborou com as festas e os eventos e que apoiou de tantos modos os enfermos e os pobres.

A você que tornou possível e melhor a nossa Comunidade de Santa Cruz; que soube esperar e confiar nas mãos de Deus e que semeou a paz e a concórdia. Meu muito obrigado.

Saiba você que um ano novo é um convite a nos tornarmos homens e mulheres novos pela nossa adesão ao projeto de Deus de restaurar e santificar a vida, instaurando a paz na Terra. Nós, e somente nós podemos construir um ano melhor, já que um feliz ano novo não se deseja, se constrói.

Nós temos muito que agradecer ao menino Deus por tudo que ele nos permitiu conquistar. Quantas coisas aconteceram por obra Dele este ano de 2016. Ele vê nosso esforço. Que bom, que graça, que bênção. Nossa paróquia de Santa Cruz é realmente uma CASA DE ORAÇÃO.

Feliz Natal e próspero Ano Novo!

 

Com as bênçãos generosas do menino Deus,

Pe. Marcelo Ap. Jolli

Deixe uma resposta