DEZ EXPRESSÕES DO AMOR DE DEUS

0
237

Passos  de  Sabedoria  para  a Vida  Cristã

 

Nos primeiros três Mandamentos, Deus nos mostra como nos relacionarmos com Ele, com seu Filho Jesus, e com o Espírito Santo:

  1. Amar a Deus sobre todas as coisas. Assim saberemos colocar as pessoas e as coisas no seu devido lugar. Não dizer seu Santo Nome em vão. Devemos reverenciar o Santo Nome de Deus e jamais pronunciá-lo sem o devido respeito. 3. Santificar o Domingo. Deus nos dá seis dias de trabalho e reserva o Domingo para o descanso e o Culto Divino. Nos outros sete Mandamentos, Deus nos ensina a nos relacionarmos como irmãos e irmãs. 4. Honrar Pai e Mãe. Amar os pais, vivos e falecidos. Prestar-lhes obediência, cuidados e gratidão. Depois de Deus, eles são o nosso maior tesouro. 5. Não Matar. Não matar física, psicológica, emocional e espiritualmente a nenhuma pessoa e nem a si mesmo. Não maltratar, ferir, menosprezar ou ofender. A vida deve ser respeitada desde a concepção até a morte. 6. Não Pecar contra a Castidade. A sexualidade e a genitalidade são santos, pois fazem parte do plano divino da procriação. Devem ser vividos dentro do significado santo do Matrimônio e da procriação. 7. Não Roubar. Respeitar o que é do outro. Quem ama não rouba, não furta, respeita os bens alheios, isto é, o que é dos outros. 8. Não Pronunciar Falso Testemunho. Não testemunhar falsamente, mentindo, enganando, trapaceando, favorecendo quem não está com a verdade e prejudicando quem é inocente. 9. Não desejar o Marido – a Mulher – do Próximo. Preservar a própria fidelidade, bem como respeitar a fidelidade dos outros casais. 10. Não Cobiçar os Bens Alheios. Cuidar do que é meu e respeitar o que é do outro, principalmente se ele possui mais do que eu.

Que o Espírito Santo nos dê a Sabedoria de viver os Dez Mandamentos no dia a dia de nossa vida. “A obediência e a vivência dos Dez Mandamentos são a verdadeira Sabedoria de viver no Amor a Deus e ao Próximo”.

FONTE:  Revista Brasil Cristão.  Autor:  Padre  Alirio J. Pedrini, scj

Professor  Alcides  Trofini      Pastoral  Litúrgica

Deixe uma resposta